VANDEUSLEI!

No time dos Meninos da Vila, que se orgulha de seu DNA ofensivo, ninguém tem brilhado mais do que Vanderlei. O que o goleiro fez em Quilmes nesta quinta-feira foi impressionante. Com pelo menos quatro defesas à queima-roupa, ele foi o maior responsável pela vitória do Santos sobre o Estudiantes por 1 a 0 (gol de Arthur Gomes, em posição de impedimento).

“INCREÍBLE”

O repórter Leonardo Lourenço, enviado especial a Quilmes, local do jogo (o estádio do Estudiantes em La Plata estava sendo utilizado para um show musical), relata que, entre os torcedores argentinos, havia uma sensação de espanto com a quantidade de defesas dificeis de Vanderlei. “Increíble”, resumiu um dos hermanos.

SANTOS NUMA BOA NA LIBERTA!

Com o resultado na Argentina, o Santos assumiu a liderança do Grupo 6 com seis pontos, dois a mais do que o próprio Estudiantes e que os peruanos do Real Garcilaso. Detalhe: dos três jogos que o Peixe tem por fazer, dois serão em casa. Situação confortabilíssima do time de Jair Ventura na Libertadores, e num grupo pesadíssimo – o Estudiantes tem quatro títulos da Liberta, um a mais do que o lanterna Nacional e do que o próprio Santos.

PRIMEIRO TEMPO

O Santos passou os primeiros 15 minutos sem conseguir trocar três passes seguidos no campo de ataque. Nesse período, viu Vanderlei fazer defesaça em cabeçada à queima-roupa de Schunke. O Estudiantes martelava, quando o Santos conseguiu encaixar seu contra-ataque fatal: Sasha arrancou, passou para Arthur Gomes, recebeu de volta, invadiu a área e chutou. A bola bateu na trave, mas Arthur Gomes completou no rebote. Detalhe: ele estava em posição irregular na hora da finalização de Sasha.

 

O gol desestabilizou o Estudiantes, e o Santos passou a se sentir à vontade – muito mais próximo do segundo gol do que os argentinos do empate. A melhor chance foi de Jean Mota, pegando rebote de uma jogada de Rodrygo – dentro da pequena área, conseguiu chutar por cima do travessão.

SEGUNDO TEMPO

O Estudiantes voltou com um atacante (Pavone) no lugar de um meia (Giménez). Era tudo ou nada para os argentinos. E o Santos foi se acuando, dando espaços, enquanto Jair Ventura (foto) implorava por compactação maior. Foi aí que apareceu Vanderlei. Com QUATRO defesas impressionantes, à queima-roupa -, o goleiro foi o nome do jogo. Não há santista vivo que não tenha se lembrado de Rodolfo Rodríguez. Partidaça do goleiro do Peixe.

FONTE : GLOBO ESPORTE

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here