O departamento jurídico do Palmeiras acaba de pedir a impugnação da segunda partida final do Campeonato Paulista, realizada no último domingo. Por meio de um protocolo eletrônico enviado por e-mail para o TJD (Tribunal de Justiça Desportiva), o Verdão apresenta uma série de imagens que comprovariam a interferência externa na anulação do pênalti anotado por Marcelo Aparecido Ribeiro, quando o Corinthians vencia por 1 a 0.

Com ajuda das câmeras do sistema de segurança do Allianz Parque, das emissoras de TV e até de torcedores presentes na decisão, o Palmeiras assegura que é possível provar a interferência de Dionísio Roberto Domingos na mudança de opinião do quinteto de arbitragem. Dionísio é diretor de arbitragem da FPF e, de acordo com o clube, nem poderia estar dentro do campo.

“Está muito claro que, pouco depois de o comentarista de arbitragem da TV Globo, Paulo César Oliveira, afirmar que não houve pênalti durante a transmissão, o Dionísio vai até os túneis e volta a campo com a informação. Ele, então, faz o comunicado a um dos bandeiras, que transmite a notícia aos demais membros da arbitragem por meio da comunicação”, assegura um dirigente palmeirense.

O clube se apressou para apresentar o pedido de impugnação para não perder o prazo de 48 horas imposto pelo regulamento. Mas a ideia é continuar buscando mais imagens nas próximas horas, a fim de “fechar o quebra-cabeça”.

Se o TJD não acatar a cobrança, o Palmeiras promete recorrer ao STJD no Rio de Janeiro. A alegação é de que a interferência externa vai contra as normas da Ifab (International Football Association Board) e do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva). Caso a partida seja anulada, é possível que um outro jogo seja marcado. Vale lembrar que o Corinthians venceu o Palmeiras por 1 a 0 no tempo normal e depois garantiu o título estadual nos pênaltis, com triunfo por 4 a 3.

Fonte : Yahoo

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here