Fabricantes de água mineral natural preparam reação contra a iminente chegada da concorrência de água do mar dessalinizada, que poderá ser vendida engarrafada. Menos de uma semana após a Anvisa regulamentar o produto, a Abinam (associação da indústria de águas minerais), quer questionar a agência e pedir consulta pública. A Anvisa diz que publicou a norma por causa de uma decisão judicial que exigiu regulamentação do tema e que definiu os requisitos técnicos com rigor.

O presidente da Abinam, Carlos Alberto Lancia, critica a resolução da Anvisa, dizendo que ela abre caminho a uma regulação mais branda para a água dessalinizada, com exigência inferior de padrões de contaminantes.

Lancia aproveita o contexto do vazamento de óleo no litoral brasileiro para questionar a qualidade da futura concorrente e também reclama da definição das embalagens. Para ele, a diferença entre sua água mineral natural e a dessalinizada precisará ficar mais explícita.

O texto da resolução, que foi antecipado pela coluna, determina a proporção das letras que vão indicar a designação do produto nos rótulos. Segundo a Anvisa, a nova norma define padrões de segurança compatíveis com os demais alimentos disponíveis no mercado brasileiro.

A agência afirma que suas normas podem ser revisadas em caso de apresentação de dados novos.

Fonte: BOcaonews

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Digite seu nome aqui