O Ministério da Agricultura reconsiderou e liberou na última quarta-feira (30), a pesca de camarão e lagosta na Bahia e outros estados nordestinos a partir de 1º de novembro, logo depois de ter anunciado veto à atividade em algumas áreas. O governo federal não apresentou os estudos técnicos que motivaram a nova decisão.

A proibição seria por conta das manchas de óleo no litoral que já afetaram os nove estados do Nordeste. A ministra Tereza Cristina informou o motivo do veto da pesca. “O Ministério fez isso pelo princípio da precaução. Como nós não sabíamos como era essa mancha, enquanto isso estava sendo analisado, suspendemos a pesca em vários Estados brasileiros onde esse petróleo chegou”, disse.

Tereza ainda falou que o ministério esta fazendo uma série de testes e não há necessidade de proibir a pesca agora. “A gente já tem dados mostrando que não é necessário. A lagosta está sendo examinada, o Ministério da Agricultura está fazendo uma série de testes, não há nada que justifique acabar com a pesca agora”, comentou.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou, na última terça-feira (29), que só quando os exames laboratoriais conduzidos pelo Ministério da Agricultura tiverem resultados será possível avaliar o risco e a segurança para o consumo desses produtos.

Fonte: VarelaNoticias

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Digite seu nome aqui