País mais populoso do mundo, com mais de 1,3 bilhão de pessoas, a Índia impôs a medida de isolamento de 21 dias para combater a disseminação da Covid-19. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro Narenda Moni, em transmissão pela TV nesta terça-feira (24). Ele apelou para que toda a população permanece em suas casas.

O primeiro-ministro garantiu que US$ 2 bilhões (cerca de R$ 10,6 bi) serão direcionados ao sistema de saúde do país e que, caso o país falhe no plano de isolamento, o surto de coronavírus pode causar um atraso de 21 anos à nação.

Segundo informações do G1, atualmente estão registrados 469 casos ativos de Covid-19, com 10 mortes. Apesar das autoridades defenderem que não existem casos de transmissão doméstica, não há muitos testes para diagnosticar a doença.

As medidas emergenciais foram tomadas gradativamente. Os voos internacionais e domésticos foram proibidos e os serviços de transporte ferroviários para passageiros também foi cortado.

Os únicos profissionais isentos do isolamento são os funcionários de hospitais, de supermercados, farmácias, a polícias e a imprensa.

Fonte: BocaoNews

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Digite seu nome aqui